Casas baratas – dicas para construir casas de baixo custo

Ao se planejar a execução de uma obra é mais do que importante calcular o tamanho e os materiais que serão usados em todas as etapas do processo. É essencial ter conhecimento de tudo que será feito para que não haja surpresas no meio do caminho e principalmente alteração de custos. Uma obra bem detalhada torna-se econômica. Além disso, a preocupação com o meio ambiente cresce cada vez mais e algumas medidas já estão em prática, como usar materiais ecologicamente corretos.

Casa simples

A melhor maneira de construir uma casa barata é fazendo um projeto simples. Lembre-se que a construção normalmente se quantifica pelo metro quadrado construído, logo quanto menor a casa, mais baixo o custo do projeto.

Dica de material para uma construção barata

Uma boa dica de material econômico para a construção é o tijolo modular – também chamado de bloco estrutural e bloco vazado de concreto – é um desses materiais. Quando sobrepostos, não necessitam de argamassa para uni-los, basta usar cola à base de PVA (poliacetato de vinila) e essa etapa dispensa mão de obra especializada. Outra característica desse tijolo é que há a possibilidade dele ter quatro furos – dois na horizontal e dois na vertical – que possibilita a distribuição de condutores elétricos e hidráulicos, o que dispensa fazer buracos na parede. Esses furos ainda podem ser preenchidos de ferragens e concreto, dispensando construção de colunas e vigas, pois ele suporta a carga e ainda reduz o volume de concretagem, já que usa a própria estrutura. Usar esse tijolo tem economia de até 30% em relação à alvenaria convencional.

Casa de blocos de concreto

Casas construída em blocos de concreto estrutural.

Um tipo de casa com baixo custo é a de madeira selecionada, que deve passar pela inspeção do órgão responsável – o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Esse tipo leva muito menos tempo para ser construída, diferentemente das obras tradicionais, e são fortes, confortáveis e térmicas. A madeira de demolição, por exemplo, protege a parede.

Reduzindo gastos com o mobiliário

Optar por móveis planejados também colabora para redução de custos para casas baratas. Os móveis previamente escolhidos saem mais em conta e se ajustam às necessidades de cada ambiente. Escolhê-los depois do imóvel pronto não é recomendável, porque até você achar o móvel que se encaixa perfeitamente, já terá dado muita dor de cabeça e muito tempo de procura. O ideal seria pesquisar e escolher os móveis disponíveis no mercado previamente, e posteriormente adequar o projeto arquitetônico às dimensões do mobiliário escolhido. Vale lembrar que essa dica também ajuda a alocar tomadas, entradas de energia, interfones e cabos para televisão nas posições perfeitas considerando-se o mobiliário escolhido para um determinado ambiente

beliche pronta

Beliche pronta, um exemplo de mobiliário pronto a ser comprado. Ao escolher o modelo, você pode reservá-lo na loja, pegar as medidas e modificar o projeto para que todos os móveis se encaixem perfeitamente, mesmo sendo comprados já prontos.

O que poucas pessoas têm conhecimento é o fato de que as peças de decoração costumam ter bons descontos no começo do ano, em outras palavras, aquelas famosas “queimas de estoque”. Isso acontece em consequência das ocasiões de final de ano, como o Natal e o recebimento do 13º salário, épocas em que a população gasta mais.

Usar materiais reutilizáveis também é uma boa opção, pois têm preços acessíveis. É possível achar objetos reutilizáveis em brechós (loja de roupas e objetos usados) e mercado de pulgas, um grande bazar ao ar livre, onde diversos vendedores se reúnem para comercializar bens antigos, usando outras mercadorias, inclusive de fabricação artesanal. Dar “cara nova ao objeto velho” reduz bastante na hora de gastar em decoração para a casa, por exemplo: caixotes de feira podem virar mesinhas laterais e até estantes.

móvel reciclado

Uma boa dica de decoração é a utilização de móveis usados com uma roupagem nova, isto é, dar uma nova pintura, ou aplicar adesivos, ou até mesmo criar uma composição de mobiliários totalmente nova com móveis usados, como na imagem.

Os projetos habitacionais também são de baixo custo e exercem ótima qualidade funcional, bem como questões sociais.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Reply