Uso das Fachadas Verdes na Arquitetura



É notável o crescimento de soluções sustentáveis pelos espaços urbanos. A fachada verde é uma delas. Os grandes centros estão ganhando “cor” e se livrando do concreto e seu visual acinzentado, revitalizando também edifícios antigos. As fachadas verdes permitem equilibrar a temperatura, além de diminuir a poluição em até 30% e o barulho externo. Contribuem até para o coibir pichações.

fachada verde inglaterra brise solae

Fachada verde de edifício na Inglaterra, que usa a vegetação como aliada do brise solae

Revestimento de Fachadas Verdes

É possível cobrir as fachadas dos ambientes com plantas da espécie das trepadeiras que ‘conseguem’ crescer acopladas a uma estrutural. Uma das plantas utilizadas nesse tipo de projeto é a planta unha-de-gato, um tipo de trepadeira que se adapta a qualquer tipo de terreno, desde que receba sol. Outra espécie que se adere facilmente à estrutura é a Hera, uma planta trepadeira que cresce constantemente sobre paredes, mas que precisa de podas periódicas para que não cresça fora de controle.

fachada verde edifício

Fachada de edifício suíço que pouco a pouco vai recebendo a adesão de plantas trepadeiras para composição de fachada verde

revestimento fachada verde

Um exemplo australiano de fachada quase completamente revestida por plantas trepadeiras

fachada de muro verde

Fachada de muro recebendo pouco a pouco a adesão de hera

As samambaias, orquídeas, avencas e bromélias também são bastante procuradas. Alguns prédios menores (com três, quatro andares, por exemplo), podem instalar vasos em suas fachadas com sistema de irrigação automatizada – por gotejamento ou manualmente –, dependendo do tamanho. Essa prática também é conhecida como jardim vertical, ou jardim suspenso, a aderência de vasos de plantas na fachada de prédios.

Por meio de um profissional para fazer cálculos estruturais, também é possível instalar módulos de cerâmica especiais, assentados com argamassa nas paredes. Essa aplicação poderá ser feita em qualquer parede de alvenaria, lembrando que ela deve ser rígida o suficiente para suportar o peso dos módulos. Disponíveis em diversos tamanhos e colocados lado a lado, formam uma canaleta onde as plantas podem crescer e contam com mecanismo de irrigação por gotejamento (como já foi citado). Para quem tem pouco espaço são funcionais.

fachada verde casa

Módulos de aderência de samambaias à fachada dessa casa.

módulos vegetação fachada verde

a aplicação também pode ocorrer na forma de módulos verdes, como nesse caso

A ideia simples desse prédio é usar a vegetação das floreiras para cobrir parte da fachada

A ideia simples desse prédio é usar a vegetação das floreiras para cobrir parte da fachada

Pesquisadores espanhóis desenvolveram um concreto biológico, que consiste em crescer nele musgos e líquens depois da construção pronta. A incorporação desses micro-organismos oferece vantagens ambientais e térmicas, como a melhora no conforto térmico interno e em gastos com energia e ar-condicionado. Essa placa de concreto orgânica (com poros preparados para receber a vegetação) desempenha o papel de elemento estrutural, ao qual são adicionadas três camadas: de impermeabilização, que não permite que a umidade passe para a parte interna do ambiente; uma estrutura que permite a captação da água da chuva para os micro-organismos; e a aplicação de uma camada de  impermeabilização inversa’, que garante a manutenção da umidade na segunda camada. É essa vegetação que cobre a parede dupla e que garante o conforto acústico e térmico do edifício.

Nesse edifício, a vegetação cresce diretamente nas paredes da fachada

Nesse edifício, a vegetação cresce diretamente nas paredes da fachada

fachada verde oasis

um exemplo prático de como a fachada verde pode ser usada mesmo para ganhar destaque na monotonia cinza dos prédios da cidade

Vantagens da fachada verde

O uso desse tipo de fachada em edifícios apresenta uma série de vantagens, tanto ecológicas como construtivas. As vantagens práticas para quem deseja um retorno palpável dessa técnica vem na forma de economia de energia e de isolamento acústico. A vegetação forma uma espécie de escudo protetor contra a radiação solar, pois ela absorve boa parte dos raios para realizar fotossíntese, reduzindo gastos com refrigeração dos ambientes. A vegetação é também uma boa forma de reduzir o nível de ruído que incide no na fachada. Para quem busca certificação ambiental, como o selo LEED, a fachada é uma alternativa válida para ganhar pontos na hora de buscar uma certificação.

A vantagem ecológica é que ao optar por uma fachada verde, você está reduzindo o impacto da perda de área vegetada que a construção causa. Pode parecer pouco, mas esses metros quadrados já são de enorme ajuda no combate à poluição urbana, pois captam o gás carbônico da atmosfera, algo essencial hoje nas grandes cidades que carecem de qualidade do ar.

NOTÍCIAS DO MOMENTO

Comentários