Laje Nervurada – O guia completo



Um dos principais elementos estruturais de qualquer edificação e dos que exige maior atenção na hora do cálculo estrutural é a laje. Esse elemento pode ser executado das mais diversas formas, cada uma com propriedades diferentes e únicas, mas uma das formas que mais ganha destaque nas grandes construções acaba sendo a laje nervurada.

Esse tipo de laje possui nervuras em sua parte inferior que funcionam como mini vigas, e por isso, uma das maiores vantagens desse sistema é justamente dispensar o uso de vigas na construção, além de permitir vãos livres muito grandes. Assim, o profissional que deseja construir ou projetar grandes edifícios precisa conhecer esse sistema.

Laje nervurada usada sobre o andar do estacionamento

Laje nervurada usada sobre o andar do estacionamento

O que é Laje Nervurada

A laje nervurada é, tal como o nome indica, uma laje formada por nervuras e/ou barras que estão interligadas entre si por uma capa ou uma mesa de compressão. Ela é uma laje que apresenta uma série de vantagens se comparada aos diferentes tipos de laje tradicionais, principalmente os vãos generosos que  permite, dispensando vários pilares da malha estrutural, mas também o fato de dispensar as vigas.

As nervuras devem seguir a especificação estrutural indicada pelo engenheiro responsável, são entretanto responsáveis pela maior parte da altura da laje. Elas podem ser feitas com formas na hora da concretagem, ou ainda com moldes de isopor.

Laje nervurada concretada com formas de isopor

Laje nervurada concretada com formas de isopor

A grande vantagem da laje nervurada sobre a tradicional laje maciça é que a primeira apresenta um custo bem mais em conta se comparada com a segunda. Isso porque a laje nervurada elimina aquele concreto desnecessário que fica, normalmente, na região tracionada. E, por ser mais alta que a laje maciça, com a mesma inércia, a nervurada reduz ainda a ferragem necessária para a sua instalação.

Outra característica importante desse tipo de laje é que, por ela dispensar o uso de vigas, acaba ficando muito vulnerável ao puncionamento da estrutura, por isso é necessário criar um reforço no capitel da laje deixando os alvéolos adjacentes ao pilar concretados maciços com concreto armado, como na imagem abaixo.

Pilares concretados com reforço na laje nervurada

Pilares concretados com reforço na laje nervurada

Vantagens da Laje Nervurada

Dentre as vantagens das lajes nervuradas podemos destacar as seguintes:

  • Permite a liberação de grandes vãos que liberam, consequentemente, mais espaço – o que é muito vantajoso em garagens, por exemplo, onde os pilares por vezes dificultam as manobras.
  • É versátil e por isso pode ser utilizada tanto em edificações comerciais, residenciais, educacionais, hospitalares, garagens, clubes e muitos outros.
  • Permite uma maior economia, visto que é possível fazer a racionalização do uso de telas para a armadura de distribuição, por exemplo.
  • Garante a durabilidade e a segurança no local, visto que é altamente segura e não sofre o perigo de corrosão precoce.
  • Utiliza menos concreto e aço na sua construção, o que gera uma economia maior para o proprietário da obra.

Desvantagens da Laje Nervurada

Como tudo na vida, a construção com lajes nervuradas não possui só vantagens, há também algumas desvantagens. Dentre elas podemos citar as seguintes:

  • Normalmente, as lajes nervuradas conseguem aumentar a altura total da edificação em questão.
  • Aumentam a dificuldade de compatibilização entre outros subsistemas existentes no local como instalações e vedações, por exemplo.
  • A sua construção exige um maior número de operações na montagem – o que por vezes, pode ser bastante prejudicial para os engenheiros da obra em questão.
  • A laje nervurada exige uma maior atenção durante a concretagem para que não fique vazios nas nervuras.
  •  Existe também uma dificuldade em fixar os elementos de enchimento, havendo a possibilidade de movimentação dos mesmos durante o processo de concretagem.
  • Exige reforço nos capiteis dos pilares.

NOTÍCIAS DO MOMENTO

Comentários