Lareiras – Elétricas, à gás, de canto e muitos outros modelos



A função desse tipo de sistema de calefação (sistema de aquecimento do interior de casas, aposentos ou outros ambientes fechados, por meio de aparelhos especiais, de canos por onde corre água quente, etc.) vai além de aquecer o ambiente. A lareira é um elemento que dá charme e uma ótima aliada na hora de se beber um bom vinho, ter um jantar, um encontro romântico e até para a hora de assistir um bom filme, deixando tudo mais aconchegante.

Além disso, é uma fonte de calor mais rentável em termos econômicos e ecológicos. Para encontrar o melhor tipo que combine com você, recomenda-se ficar atento a alguns pontos antes de comprar ou mandar fazer, como: não escolher um tipo que impregne de fumaça o ambiente, assim como não colocá-lo em risco de incêndio e deve ter um aspecto estético e atrativo (que combine com o ambiente).

lareira na sala queimando

lareira na sala queimando

Tipos de Lareira

O aquecimento deve ser compatível com a área do ambiente e com o número de pessoas que o frequentam, porém a temperatura final é determinada pela quantidade de lenha queimada. Recomenda-se pesquisar e analisar os tipos de lareira existentes no mercado, cada qual com suas características. Vale lembrar que a lareira não é o mesmo que churrasqueira: esta serve apenas para assar carnes, e não possui finalidade de servir de calefação para o ambiente. Os três tipos mais encontrados são as lareiras a lenha, a gás e as elétricas, porém existem outros tipos e destacaremos alguns:

Lareiras prontas em aço

São construídas e acabadas na própria fabrica, com várias opções de modelos e tamanhos, assim como as opções de canto, de parede ou central. O acabamento pode ser em madeira, cobre, entre outros. Como não necessitam de acabamento, podem ser instaladas em ambientes já prontos e podem ser colocas sobre qualquer tipo de parede ou piso;

Lareiras elétricas – ou virtuais

Se destacam por ser portáteis, de fácil manuseio e ecologicamente corretas, uma vez que não produzem gás carbônico – não há queima de fogo nem vapores tóxicos, nem sujeira ou cheiro, portanto são artificiais – e evitam o desperdício de energia. Alguns a chamam de pseudolareiras, pois possuem um aparelho projetado para atuar de forma similar ao efeito de uma lareira, ou seja, são incêndios elétricos feitos de forma inteligente refletindo fitas iluminadas por luzes LED atrás de uma tela de vidro para criar a ilusão de fogo. A instalação deve ser perto de um ponto elétrico (ou tomada) para que ela possa desempenhar sua função e é considera o modelo mais seguro de lareira. Para ligá-las é preciso apertar um botão ou nela embutido ou por controle remoto mesmo. O efeito do fogo é produzido a partir de toras de cerâmica imitando as lenhas de madeira ou imagens de chamas em 3D. Fique atento ao princípio de funcionamento desse tipo de lareira, pois é o mesmo das estufas (aparelho para aquecer ambientes), e por isso tira a umidade do ambiente. Por isso, é indica-se deixar um recipiente/vasilha com água no local. O preço desse tipo de lareira pode ir de mil a oito mil reais, sem contar a instalação e o acabamento.

lareira elétrica artificial

lareira elétrica artificial

Lareira a gás

É o tipo mais comum depois das convencionais que queimam lenha e utilizam como fonte de combustível o gás GLP (abreviatura de gás liquefeito de petróleo, popularmente conhecido como “gás de cozinha”) ou gás natural (encanado). Esse tipo não faz sujeira ou fuligem tampouco fumaça, por isso não requer chaminé. Sua instalação deve ser feita em um ponto de gás do local que o acessório for ficar. Lembre-se de verificar se o produto possui os sistemas de segurança aprovadas pelas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas, órgão responsável pela normatização técnica do Brasil) na NBR nº 13.103, em que o sistema mede o nível de gás carbônico no local para evitar a falta de oxigênio. Certifique-se também se possui a válvula que bloqueia/corta o fornecimento de gás no caso da chama se apagar. São modernas e seguras com acendimento automático e regulagem de temperatura por controle remoto, indicadas para apartamentos e ambientes onde os usuários querem praticidade e conforto. Não desloque esse tipo de lareira, pois pode provocar vazamentos. O valor pode variar entre oitocentos a três mil reais, sem contar a instalação e o acabamento;

Lareiras de alvenaria

Podem ser feitas em concreto ou tijolo refratário (tijolo fabricado com argila muito pura e muito resistente a altas temperaturas, usadas como revestimento de fornos, lareiras, fornalhas,  etc.), disponíveis nos modelos de canto ou para parede (interna ou externa). Esse tipo de lareira é acoplada a uma chaminé pré-pronta e só depois revestida com o acabamento desejado. Sua estrutura pode ser metálica ou pré-moldada em concreto de diversos tamanhos, conforme a necessidade. O valor varia entre R$ 550,00 a R$ 1200,00 sem contar instalação e acabamento;

lareira embutida na alvenaria

lareira embutida na alvenaria

Lareira a lenha

É o tipo clássico de lareira preserva o cheiro de pinho, que além de proporcionar a calefação, é um excelente elemento decorativo. Preservaa cor natural do fogo e os estalos da madeira queimando. Lembre-se sempre de não usar madeira verde, pois libera odores desagradáveis, libera fumo e resina, além de acumular creosoto (destilado de alcatrão – mistura viscosa, escura e aromática, obtida pela destilação de substâncias orgânicas como madeira, petróleo, carvão etc.) oleoso e volátil, formando acúmulo dessa substância na chaminé, sendo perigoso e ameaçador, pois é extremamente combustível. Recomendam-se lenhas como sobreiro, carvalho, oliveira e azinho. A parede do fundo desse tipo de lareira deve ser inclinada em 45º para frente para que a fumaça suba pela chaminé. Chame sempre um profissional para fazer a correta canalização da fumaça. Lareiras a lenha devem ser acesas com jornal, gravetos, álcool ou acendedores próprios de lareira e jamais utilizar derivados de petróleo, pois causam explosões.

Lareiras a lenha para calefação

Lareiras a lenha para calefação

 

Nunca apague o fogo com água, ele deve se apagar sozinho e as cinzas removidas (com escovas próprias para essa finalidade) no dia seguinte, quando as brasas já se apagaram. Caso a lareira fique sem utilização por um longo período, lembre-se de limpar a chaminé para usá-la novamente, pois é comum surgirem gravetos e ninhos nela; existem também as chamadas salamandras e estufas, que diferentemente das lareiras, apresentam um compartimento fechado e transmitem o calor por irradiação (propagação). Encontradas em chapas de aço, ferro fundido e cobre, revestidas internamente por tijolos refratários e usam como combustível lenha, carvão, gás e até diesel. O valor pode ir de seiscentos a dezesseis mil reais, sem contar a instalação e o acabamento.

elementos que compões uma lareira

partes de uma lareira

 

Mais um modelo de lareira na sala

Mais um modelo de lareira na sala

lareias chiques para casas de vidro

lareias chiques para casas de vidro

NOTÍCIAS DO MOMENTO

One Response - Add Comment

Comentários