Mapa de Risco – O Que é? Cores? Modelo Pronto e Hospitalares

O mapa de risco é uma ferramenta importante em qualquer ambiente de trabalho, principalmente em canteiros de obra. A seguir, veja mais informações. Em síntese, o mapa de risco é um artifício utilizado para prevenir acidentes e trabalho, tendo em vista que ilustra com detalhamento, cada um dos riscos presentes em um ambiente.

Além disso, essa ferramenta também pode nos dizer qual é a intensidade periculosa de todos os riscos.

Exemplo de Mapa de Riscos

Exemplo de Mapa de Riscos – Fonte: Basf

No entanto, para que seja realmente eficaz, o mesmo deve ser desenvolvido por uma equipe especializada e nos momentos adequados.

Isso porque os riscos podem mudar de acordo com o momento, por exemplo, com a chegada de maquinários, produtos inflamáveis, etc.

Sendo assim, o mapa de risco deve ser feito antes do início dos trabalhos e também conforme as mudanças ocorridas no ambiente.

Vale ressaltar que além de ser uma ferramenta vital na segurança do trabalho, o mapa de risco também é obrigatório e previsto em lei. Portanto, se durante a fiscalização os fiscais perceberem que ele não fora feito, o responsável pela obra pode ser multado e processado judicialmente.

O Que é Mapa de Risco?

Em resumo, o mapa de risco é uma representação quantitativa e qualitativa dos possíveis riscos presentes em ambientes de trabalho.

Estas informações são representadas graficamente por meio de cores e também círculos em tamanhos distintos.

É possível expor informações de setores separadamente ou criar um documento que demonstre os riscos de todo o local.

Existem indícios de que a estratégia foi crida na Itália, em meados da década de 60 e em sua primeira década o movimento sindical da região desenvolveu um modelo próprio para controlar os riscos no trabalho.

Este primeiro modelo ficou conhecido com o nome de “modelo operário italiano” e se resumia à construção de mapas de riscos em conjunto com funcionários.

Isso significa que não apenas os profissionais habilitados participavam do processo, mas também os trabalhadores.

Dessa forma, diante do sucesso, essa ferramenta se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil ano de 1992.

A partir daí tornou-se um item obrigatório de segurança, por meio da portaria DNSST nº 5, de 17 de agosto.

Confira a seguir um pequeno trecho da portaria em questão:

“Art. 1º – Acrescentar ao item 9.4 da NR-9 – Riscos Ambientais, a alínea “C empregados demandem a constituição de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, conforme quadro I da NR 5, aprovada pela Port. 3.214/78:

9.4. Caberá ao empregador:

(…)

c) realizar o mapeamento de riscos ambientais, afixando-o em local visível, para informação aos trabalhadores expostos (…);”

Qual o significado das cores no Mapa de Risco?

Dentro de um mapa de risco, as cores são usadas para identificar cada risco, sendo assim, temos a seguinte relação:

  • Azul: Riscos de Acidentes;
  • Verde: relacionada aos Riscos Físicos;
  • Marrom: Riscos Biológicos;
  • Amarelo: Riscos Ergonômicos;
  • Vermelho: Riscos Químicos;

Mapa de Risco Pronto

Além das cores também são utilizados círculos e cada tamanho deles identifica um grau de risco,então veja um exemplo para entender melhor:

Mapa de Risco

Mapa de Risco Hospitalar

O mapa de risco hospitalar tem o objetivo de garantir segurança e saúde no recinto.

Mapa de Risco Hospitalar

Comentários