Orquídeas: Tipos, Espécies, Nomes e Como cultivar



As orquídeas são uma obra magnifica da natureza. Com sua delicadeza e elegância, estas plantas são capazes de renovar a aparência de qualquer ambiente, seja de uma sala ou também de um jardim. No entanto, na medida em que possui uma beleza fora do comum, é exigido uma série de cuidados durante seu cultivo, para que a planta não venha a morrer. Então, quer conhecer um pouco mais sobres os tipos, espécie, nomes, como cultivar, espécie brasileira de orquídeas? Leia o artigo abaixo!

Orquídeas decorativas

Orquídeas decorativas- espécies e como utilizá-las na decoração

Tipos de orquídeas

Para os amantes das orquídeas, felizmente, existem inúmeros tipos de plantas disponíveis na natureza. Abaixo iremos abordar alguma das famosas e mais cultivadas do mundo.

Veja mais espécies de flores para a sua decoração:

Orquídeas Cattleya

Este tipo de orquídeas é bem popular nos jardins de todo mundo. Tanto que é uma das espécies mais vendida em território brasileiro. Bem chamativa devido a sua cor roxa, a Cattleya costuma vegetar principalmente em galhos de árvores e troncos. Esta orquídea possui as flores bem perfumados e, geralmente, dura em média de 10 a 30 dias.

As orquídeas Cattleya são bem propícias em ambientes úmidos, com boa ventilação e também com muita luz indireta. Isto quer dizer que sem raios solares incidindo diretamente na planta. O mais legal é que as flores desta orquídeas são um termômetro da luz solar. Ou seja, caso esteja recebendo pouca luz, as flores ficam muito escura, o que pode comprometer a sua floração. Já se as flores estiverem muitos claras, com tonalidade verde amarelado, está indicando que há um excesso de luz.

Orquídea Cattleya Violacea

Orquídea Cattleya Violacea

Orquidea Cattleya Aclandiae

Orquidea Cattleya Aclandiae

Orquidea cattleya loddiglossa

Orquidea cattleya loddiglossa

Orquídeas Phalaenopsis

Também característica pela cor roxa, a orquídea Phalaenopsis é encontrada geralmente em países da Ásia Tropical, como Indonésia, Malásia, China, Filipinas e Taiwan. Esta espécie é geralmente encontrada suspensa em troncos de árvores com proteção de suas copas. A Phalaenopsis gosta de ambientes que tenham uma alta umidade do ar e também uma boa luminosidade. Embora tenha determinadas exigências, esta espécie se desenvolve na maioria dos climas. No entanto, a praia da Phalaenopsis é climas mais quentes, sem extremidade, claro. Isto porque as suas folhas são bem sensíveis e podem ser totalmente queimadas com algumas hora de exposição direta ao sol. Portanto, tenha muito cuidado com essa questão da luz solar quando estiver cultivando uma orquídea.

Orquídea Phalaenopsis Lilás

Orquídea Phalaenopsis Lilás

Orquídea Phalaenopsis Amarela

Orquídea Phalaenopsis Amarela

Orquidea Phalaenopsis-Branca

Orquidea Phalaenopsis-Branca

Orquídeas Dendrobium

As orquídeas Dendrobium é uma das espécie que mais requerem cuidados. Elas possuem diferentes tonalidades de cores e sua flor possui uma duração de 30 dias. No entanto, este valor pode ser alterado de acordo com a temperatura e região onde está sendo cultivado. Esta espécie de orquídea é comumente encontrada na Austrália, Nova Guiné, Índia e também no Sudeste Asiático. Na internet, por exemplo, um vaso com uma orquídea dendrobium plantada custa, no mínimo, R$70 em lojas especializadas nas vendas de flores.

Orquídea tipo Dendrobium em rosa e amarelo

Orquídea tipo Dendrobium em rosa e amarelo

Orquidea Dendrobium Kingianum

Orquidea Dendrobium Kingianum

Orquidea Dendrobium Amarela

Orquidea Dendrobium Amarela

Espécies de orquídeas

As orquídeas possuem mais de 35 mil espécies espalhadas pela natureza. É quase impossível sair citando todas as espécie num artigo só. No entanto, fizemos uma seleção das principais.

  • Orquídea Cattleya Haw Yuan Angel: Com a duração de 25 dias, esta espécie de orquídeas pode dar até quatro flores por haste. Seu cultivo pode ser feito em um vaso pequeno.
  • Orquídea Catlleya Mossiae: Com floração na primavera e início do verão, esta espécie de orquídea é propicia em ambientes com temperatura ameno. Seu aroma é bem similar com cheiro de alho.
  • Orquídea Brassocattleya Pastoral Innocence: Criada no ano de 1961, esta espécie é um hibrido que é muito popular. Geralmente, são bem utilizadas em buquês de noivas.

Orquídeas raras

Dentre as milhares de espécies de orquídeas que são cultivadas no mundo, existem algumas orquídeas que são raríssimas. Portanto, logo, custa uma fortuna ter um exemplo de uma dessas orquídeas que abordaremos abaixo.

  • Fredclarleara After Dark: Diferentemente das demais espécies de orquídeas, este tipo possui uma coloração preta. No entanto, este tipo de espécie trata-se de um híbrido desenvolvido por meios vários cruzamentos com intuito de que a coloração da orquídea fosse realmente negra.

    Orquídea Cattleya Haw Yuan Angel

    Orquídea Cattleya Haw Yuan Angel

  • Dendrophylax lindenii: Também conhecida como orquídea fantasma, essa espécie possui uma aparência um tanto estranha. Isto porque ela não possui folhas, somente a flor e as raízes.

    Orquídea rara da espécie Dendrophylax lindenii

    Orquídea rara da espécie Dendrophylax lindenii

  • Cattleya walkeriana: Também conhecida como feiticeira, esta tipo de orquídea é totalmente brasileira. Com cores e formas exuberantes, a Cattleya walkeriana foi encontrada em meados das década de 60. No entanto, de lá para cá, esta espécie nunca mais foi encontrada na natureza. Para você ter uma ideia da raridade desta flor, os exemplares comercializados dessa espécie podem ultrapassar a casa das centenas de reais.

    Orquídea Rara Cattleya Walkeriana

    Orquídea Rara Cattleya Walkeriana

  • Paphiopedilum rothschildianum: Esta orquídea é considerada a mais rara e também a mais cara entre a família da Paphiopedilum. No Brasil, esta planta é conhecida pelo nome “sapatinho”, devido ao formato de sua flor.

    Orquídea Rara aphiopedilum rothschildianum

    Orquídea Rara aphiopedilum rothschildianum

Orquídeas brasileiras

  • Orquídea Cattleya Julio Conceição: Batizada com nome do criado do Jardim Botânico de Santos, Julio Conceição, esta espécie de orquídea é a primeira híbrida branca brasileira. Sua principal característica é o fácil cultivo e também a quantidade da floração.

    Orquídea Brasileira Júlio Conceição - Albina

    Orquídea Brasileira Júlio Conceição – Albina

  • Orquídea Cattleya Labiata: Conhecida como rainha do nordeste, esta espécie é uma das mais procuradas e desejas. Elas floram no verão e são marcadas pela coloração e seu perfume.

    Cattleya labiata - Orquídea Brasileira

    Cattleya labiata – Orquídea Brasileira

  • Orquídea Cattleya Intermédia: Esta espécie de orquídea apresenta uma variedades de cores, podendo ser rosa, roxa, azuladas ou também lilás. No entanto, é preciso que tenha cuidado redobrado, pois desidratam rapidamente.

    Orquídea Brasileira cattleya intermedia

    Orquídea Brasileira cattleya intermedia

Nomes de orquídeas

As orquídeas são nomeadas em língua grega clássica ou também em latim. Hoje, estas duas linguagens são bem utilizadas para nomear as plantas e também dar caráter aos termos médicos e jurídicos. A escolha dessa língua para nomear essa planta está no objetivo de facilitar o reconhecimento no mundo inteiro. Os nomes das orquídeas foram dados de acordo com o seu gênero, anatomia ou também em homenagem à alguma pessoa importante, como criador do Jardim Botânico de Santos, Júlio Conceição.

Como cultivar orquídeas passo a passo

Uma das dúvidas mais frequentes é como cultivas as orquídeas. Por isso, caso queira ter uma seleção de espécies em seu jardim é preciso primeiramente que dedique um certo tempo de estudos sobre como cultivar esse tipo de plantas. Para isso, indicamos o Manual passo a passo – Como cultivar orquídeas. Esse guia completo apresenta todas as técnicas necessárias para cultivar suas orquídeas.

Manual passo a passo de Como Cuidar de Orquídeas

Manual passo a passo de Como Cuidar de Orquídeas

No guia ilustrado indicado acima, você vai conferir passo a passo detalhado de todas as etapas do plantio e cultivo de sua orquídea, como:

  • Plantio e escolha do vaso e substrato de Orquídeas;
  • Quanta água e iluminação cada tipo necessita;
  • Como tratar de doenças e pragas em orquídeas;
  • Melhores adubos e insumos para sua planta;
  • Segredos da manutenção da sua planta para que ela fique sempre bonita.

Manual Como cuidar de Orquídeas

O lugar para cultivo desta planta não é necessário ser muito sofisticado. Simplicidade é a palavra-chave, isto porque estas plantas possui origem de matas. Portanto, coloca-las próximos as árvores ou troncos pode ser muito benéfico até para saúde da planta. Caso não tenha um lugar deste em sua casa ou more em apartamento, você pode cultivar as orquídeas em um espaço com bancadas de madeiras. Para similar uma árvore, você pode colocar um mastro de madeira por perto.

Vasos para orquídeas

Pode até parecer banal, mas há um vaso especifico para cada tipo de orquídeas. Isto não quer dizer que você tem que comprar aquele determinado vaso para plantar sua epífita. Nada disso. Mas aquela espécie crescerá mais saudavelmente se tiver em um recipiente apropriado. Geralmente, os aspectos a serem levados em conta na escolha de um vaso é o clima da região, substrato utilizado, tempo disponível e também a espécie cultivada. Existem inúmeros tipos de vasos, como de barro, plástico em cores, plástico transparente e também caixas de madeira.

  • Cattleya: Se desenvolve bem em vasos de barro, plástico e caixas de madeiras.
  • Phalaenopsis: Como esta espécie faz fotossíntese pelas raízes, é mais apropriado vasos transparentes.
  • Dendrobium e Oncidium: Estas duas espécies podem ser cultivadas em qualquer vaso. Mas é bem viável em vaso de plástico.

Substratos para orquídeas

Os substratos para orquídeas é uma mistura feita de folhas decompostas e matéria orgânica. Este material pode ser feito aí na sua casa ou também comprado em lojas especializadas em produtos para cultivos de plantas. Um extrato substrato para orquídea de qualidade deve ter, obrigatoriamente, uma boa densidade e também conter pedaços que propiciam uma boa drenagem da água e aeração. Na internet, por exemplo, numa rápida pesquisa é possível encontrar inúmeros tipos de substratos para orquídeas. Esses substratos podem ser encontrados em lojas, como Cobasi e Terra Zoo, e seu valor não passa de R$11. No entanto, caso não tenha como comprar esses substratos no momento, você pode optar por fazê-los em sua casa mesmo. Não possui uma mesma eficácia do que os substratos industrializados, mas são uma medida paliativa.

Casca de Pinheiro: A casca desta árvore já é utilizada na fabricação da maioria dos substratos comercializado para orquídeas. A casca de pinheiro representa cerca de 70% do total da mistura do substrato. A casca trata-se de um bom material porque permite que as orquídeas estendam facilmente suas raízes, proporcionando uma boa manutenção de aperto. Caso você pegue este material diretamente na natureza, saiba que é preciso deixar alguns dias envelhecendo na luz solar e ao ar livre, pois é preciso que passe pelo processo de desinfecção, já que contém taninos e resinas totalmente prejudiciais para a planta.

Casca de Pinus como substrato para orquídeas

Casca de Pinus como substrato para orquídeas

Casca de Pinus Moída para plantio de orquídeas

Casca de Pinus Moída para plantio de orquídeas

Carvão vegetal: O carvão vegetal é um grande aliado no cultivo de epífitas. Isto porque este material é totalmente rico em carbono com uma lenta combustão. No entanto, tenha um pouco de cuidado. É preciso que este carvão seja sem nenhum aditivo. Especialistas no cultivo de cartão sugere que lave cuidadosamente antes de utilizá-lo.

Carvão Vegetal também pode ser usado como substrato para orquídeas

Carvão Vegetal também pode ser usado como substrato para orquídeas

NOTÍCIAS DO MOMENTO

Comentários