Parquet – Piso versátil de madeira Maciça



O assoalho elaborado com pequenas placas de madeira – ou parquet – tem sido utilizado há muito tempo e teve grande destaque no magnífico Palácio de Versalhes, na França. A facilidade da manutenção e a durabilidade são as suas principais vantagens. E quanto mais seco e ventilado for o ambiente, maior será o tempo de conservação e beleza. Sua colocação pode ser feita diretamente sobre o contrapiso, primordialmente impermeabilizado, para evitar umidade e qualquer tipo de infiltração – o que pode ser uma dor de cabeça no futuro. O nivelamento é de extrema importância para o êxito no resultado final. As placas de madeira são fixadas uma ao lado da outra com selante PU (adesivo elástico de poliuretano bicomponente) com o auxílio de espátula. Também é necessário que, após a colocação haja a aplicação imediata de cera ou verniz próprio para o acabamento.

Textura Parquet

Textura tradicional de pisos parquet. Atualmente é possível encontrar esse tipo de piso nas mais diversas texturas e composições.

Principais tipos de piso Parquet

As principais opções em madeira para piso parquet são Ipê, Jatobá, Cumaru e Marfim. A madeira do Ipê realça o espaço e dá a ele um tom rústico; é altamente resistente e muito utilizada tanto em interiores quanto áreas externas (varandas, por exemplo). O de Jatobá possui coloração ligeiramente mais suave, enquanto o Cumaru tem um tom mais avermelhado. Já as placas produzidas de Marfim, por sua vez, são claras e possuem a vantagem de não escurecer o ambiente, combinando com boa parte das opções para mobília, além de serem muito bonitas. Em contrapartida, não são tão resistentes quanto as outras, por isso sua conservação exige maiores cuidados.

É importante lembrar que a cor do revestimento será realçada pelo óleo ou verniz que for escolhido. Existem, disponíveis no mercado, uma grande variedade de óleos que acentuam a tonalidade da madeira e propiciam brilho.

Piso parquet aplicado

amostra de uma aplicação de piso parquet. Esse piso apresenta alta resistência.

O parquet é utilizado principalmente no chão, mas atualmente há projetos de reforma e decoração que trazem sua aplicação também nas paredes, propiciando um efeito interessante, que causa a sensação de que o local é mais amplo e dá a ideia de continuidade. Esse tipo de recurso pode ser realizado em qualquer cômodo da casa, desde que a mobília e acessórios utilizados façam parte de um conjunto clean. Por exemplo: painéis para televisão são bem-vindos num  home theater ea TV poderá ser instalada exatamente na parede revestida. Aparadores de vidro também ficam bonitos sobre este tipo de piso, desde que comportem poucos acessórios. Também é comum utilizar a mesma madeira do parquet para produzir o corrimão de uma escada de madeira ou a própria escada em si. Por naturalmente “escurecer”, sua aplicação em paredes deverá ser feita com moderação: uma apenas já produz o efeito desejado.

NOTÍCIAS DO MOMENTO

Comentários