Poltronas decorativas – Renove seu ambiente

Mesmo com um vasto número de tamanhos, modelos e estofados, as poltronas decorativas também são peças fundamentais na decoração do ambiente, assim como outros móveis e materiais. Podem ser de metal, plástico ou madeira, desde o rústico, clássico até os modelos mais modernos e estilizados. Para as crianças, as poltronas com os personagens preferidos fazem sucesso. Lembre-se apenas de não colocar uma poltrona maior do que comporta, pois se deve harmonizar e otimizar (melhorar as máximo as condições e obter os melhores resultados possíveis) o ambiente. As poltronas devem ser aconchegantes e arrojadas “convidando” as pessoas a se sentarem nelas. Nem muito duras nem muito fofas, deve ser meio termo, pois dos dois jeitos a postura é comprometida provocando dores.

Poltronas decorativas redondas

Poltronas decorativas redondas

A história das poltronas

Poltronas, são peças versáteis que compõe a decoração dos mais diferentes ambientes. Se buscarmos no passado, veremos que a peça surgiu no Antigo Egito, com a função de servir aos faraós. A tão importante criação servia de trono, sendo em seus primórdios revestida dos mais nobres materiais, como o ouro e pedras preciosas. Esta bela peça era símbolo de poder da nobreza.

Tendo seu uso elitista no passado, somente após o período da industrialização é que essa peça passou a incorporar o mobiliário das casas dos cidadãos comuns. Desde então as poltronas passaram a compor os melhores ambientes e seu design foi sendo desenvolvido para os mais diversos gostos e estilos. A partir daí muitas poltronas passaram a ser criadas e assinadas por designers famosos, recebendo nomes hoje consagrados dentro do design. Como exemplo dessas poltronas, temos uma breve lista: Poltrona Barcelona (criada pelo arquiteto alemão Mies Van Der Rohe – na feira de Barcelona de 1929), coleção de poltrona e sofá LC2 (Petit Confort) e LC3 (Grand confort) do arquiteto Le Corbusier, Poltrona Tulipa (criada em 1965, pelo designer Pierre Pulin), Poltrona Swan (criada em 1957, por Arne Jacobse), as clássicas Poltronas Luís XV, Luís XVI e Vitoriana, que receberam esses nomes porque foram criadas nos respectivos períodos dos reinados desses nobres.

poltronas decorativas coloridas

poltronas decorativas coloridas

Com toda essa evolução e história, as poltronas foram se modificando e se adaptando ao longo dos anos, e hoje temos uma infinidade de modelos que atendem aos mais diversos estilos de decoração e ambientes (residenciais, comerciais, corporativos, institucionais etc.), podendo optar por modelos de maior e menor conforto, aqueles com design mais ergométrico, design de estilo, material e durabilidade.

Para a escolha de uma poltrona, o ideal é que alguns parâmetros sejam enumerados, antes de se aventurar na compra da mesma, uma vez que variedade de modelos é o que não falta. Esses parâmetros devem estar relacionados primeiramente ao ambiente em que a mesma será colocada, tipo de uso (períodos curtos – os modelos menos confortáveis são os mais indicados, e períodos longos – as mais confortáveis), material mais adequado (estrutura e revestimento). Hoje, contamos com uma infinita gama de materiais para revestir uma poltrona, do tradicional couro aos tecidos sintéticos, tudo para ajudar no momento de compor a decoração do ambiente. Estes seriam apenas alguns critérios que podem ajudar na escolha de uma poltrona, não esquecendo também na boa intuição. E caso ainda sinta muita dificuldade na escolha da peça, a ajuda de um bom profissional da área de decoração, design ou arquitetura é o ideal.

Escolha do modelo de poltrona

Para comprar qualquer modelo e tamanho de poltrona é essencial que se leve em consideração seu formato anatômico, uma vez que a postura é fundamental, ou seja, o corpo não pode ficar com “folgas” no assento e devem-se ter as costas totalmente apoiadas no encosto. Além das costas, os pés não podem ficar suspensos, pois pode ocasionar danos às artérias e na circulação sanguínea das pernas. É necessário que os pés estejam apoiados no piso. Os braços não ficam de fora; devem ficar em repouso sobre os apoios laterais ou sobre o corpo. Braços sem sustentação podem resultar em lombalgia (dor lombar causada por problemas na coluna vertebral e anormalidades que atingem as vísceras daquela região). Geralmente, uma poltrona é constituída por molas, tecido espesso e encorpado, duas ou três camadas de espuma, uma manta acrílica e o estofamento.

poltrona decorativa branca

poltrona decorativa branca

O equilíbrio entre a escolha das poltronas (que não devem ser pequenas nem grandes, de acordo com o tamanho do ambiente) e a decoração são peças fundamentais na estética do local. Tem que combinar as cores – principalmente dos estofados, o material escolhido e os demais objetos e móveis dispostos. Essa harmonia permite uma impressão mais linear, pois se nada combinar com nada, dará a impressão de bagunça. Lembre-se de não deixá-la “solta” no ambiente para não comprometer a circulação do local. Por isso, poltronas com base giratória são recomendadas para ambientes menores e as que possuem encosto de pé para maiores (ou dispor de duas poltronas nesse tipo de ambiente). Algumas também são bastante utilizadas em ambientes externos – bangalôs, varandas etc.

Os tecidos devem ser prazerosos, ou seja, agradáveis. Algumas poltronas são revestidas com materiais sintéticos, mas não se engane, esses materiais dão a sensação de “grudar” no estofado. Para escolher um tecido mais resistente e confortável, opte por microfibras, linho, sarja peletizada, chenile e veludo. A escolha das cores também é importante, e de acordo com o Feng Shui (técnica milenar chinesa de harmonização de ambientes), as cores têm função terapêutica compostas de energias e sensações.

fotos de poltronas decorativas

A seguir preparamos para você uma pequena seleção de poltronas decorativas, confira:

NOTÍCIAS DO MOMENTO

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

3 Comments - Add Comment

Comentários