Tudo sobre Elevadores de Cargas



Muito usados em fábricas, armazéns, centros comerciais, entre outros locais, os elevadores de carga desempenham uma função muito importante: transportar cargas pesadas de um patamar ao outro. Eles seguem as normas da ABNT NBR NM 267 e NBR 14712 e são divididos em tipos, de acordo com sua capacidade de carga.

Na construção civil, esse tipo de equipamento é essencial, principalmente quando pensamos em grandes construções em altura, para o transporte eficiente e rápido de funcionários, equipamentos e material de construção durantes as etapas intermediarias e finais das etapas de projeto. Sem eles, pode-se dizer que a construção civil se tornaria um processo praticamente inviável no que diz respeito agrandes construções.

Elevadores de carga usados na construção civil

Elevadores de carga usados na construção civil

Tipos de Elevadores de Cargas

Os elevadores de carga são classificados como:

  • Classe A (também chamados “de serviço”): nunca ultrapassam ¼ de sua capacidade, ou seja, 25%. Para carga comum, o carregamento e a descarga são feitas por meio manual ou por empilhadeiras manuais;
  • Classe B: são utilizados para transporte de veículos de passageiros e caminhões, frequentemente usados em estacionamentos. A carga deve ser calculada com base de 150 kg/m2;
  • Classe C: o carregamento é feito por empilhadeira motorizada (que não deve exceder 50% da carga nominal do elevador) e a plataforma não deve exceder 150% da carga;
  • Classe C-1: usados para carregamento de caminhões em indústrias, onde o caminhão pode ser movimentado com a carga sem exceder a capacidade do elevador;
  • Classe C-2: neste caso, o caminhão não pode entrar junto com a carga;
  • Classe C-3: os elevadores também são carregados e descarregados com veículos industriais, onde a carga não pode ultrapassar 100% da capacidade. Diferencia-se da classe C-1 por frequentemente transportar cargas de volume único somado à empilhadeira, sem exceder a capacidade de peso do elevador.

Aberturas de portas em elevadores de cargas

  • No que diz respeito a elevadores, também existem diferentes de tipos de porta:
  • automáticas deslizantes na horizontal: ágil nas operações de carga e descarga e não requer intervenção humana;
  • de eixo vertical: semelhantes a portas convencionais com dobradiças e deve ser instalada nos pavimentos e não nas cabines do elevador, oferecendo maior segurança, conforto e resistência, além de reduzir o custo de manutenção;
  • guilhotina deslizante na vertical (manual ou motorizada): ideais para cargas pesadas, geralmente são robustas e resistentes para minimizar colisões e/ou danos de empilhadeiras e equipamentos;
  • pantográficas (hastes articuladas): mais popular e barata. Permitem abertura total, mas são suscetíveis e delicadas, necessitando de mais manutenção que as demais. O custo baixo inicial é um tanto ilusório, uma vez que a máquina fica parada toda vez que precisar de manutenção corretiva.

Usos para elevadores de cargas

Como mencionado esses equipamentos são fundamentais na construção civil em altura, mas também desempenham papel importante em diversos outros meios como:

  • Elevadores de cargas industriais – servem para deslocar verticalmente cargas para a indústria;
  • Elevadores de cargas veiculares – otimizam o espaço construído de garagens dispensando o uso de rampas, que ocupam áreas muito grandes do edifício;

    elevador de cargas veicular

    elevador de cargas veicular

  • Monta cargas em museus – transportam obras de arte entre os andares, evitando o contato humano direto e o risco de danificar obras inestimáveis.

NOTÍCIAS DO MOMENTO

Comentários